MN microfone

Professores chumbam Orçamento do Estado para 2019 e não desistem de lutar por aquilo a que têm direito

A FENPROF critica fortemente a proposta de Orçamento do Estado para 2019. É um orçamento que não valoriza a Escola Pública e não tem em consideração os direitos e as expectativas dos Professores e Investigadores.

Não se compreende uma proposta que prevê a redução abrupta da despesa em recursos humanos, na ordem dos 194 milhões de euros, quando hoje há aspetos que inevitavelmente implicarão um aumento da despesa. No ensino superior e na ciência este OE2019, não sendo corrigido, ficará muito aquém das necessidades, antevendo-se grandes problemas em 2019 e muita ação e muita luta.

A FENPROF exige, por isso, que a proposta de OE para 2019 seja corrigida pela Assembleia da República. Se essas mudanças não se efetivarem, a luta dos docentes e investigadores vai necessariamente continuar pelo tempo que for necessário.

O Secretário-geral da FENPROF fez uma apreciação da proposta de Orçamento do Estado para 2019 apresentada pelo governo ao Parlamento. Uma proposta que desrespeita os professores e não valoriza a Educação, justificando, por isso, a oposição da FENPROF e o chumbo dos professores ao OE 2019.

Veja aqui o vídeo da Conferência de Imprensa.

Mário Nogueira lembrou as ações de luta que os professores irão desenvolver nas próximas semanas. Ações de protesto contra a proposta de Orçamento do Estado para 2019, em que os professores irão demonstrar que não desistem de lutar por aquilo a que têm direito. Confira-as aqui.

Está em... Home Última Hora Professores chumbam Orçamento do Estado para 2019 e não desistem de lutar por aquilo a que têm direito