Relogios

Em mais uma semana de greve às avaliações

FENPROF continua a negociar despacho de OAL e promove Encontro Internacional sobre o desgaste na profissão docente

A FENPROF reúne no Ministério da Educação em 3 de Julho, no âmbito da negociação suplementar relativa ao despacho normativo de Organização do Ano Lectivo (OAL) 2018/2019.

Para a FENPROF, esta é a oportunidade do ME para resolver um dos problemas que também está na origem da luta que está em curso: o horário de trabalho. Este é um dos principais factores do desgaste que afecta os docentes, pois, devido à forma como o Ministério da Educação tem imposto a organização do horário de trabalho dos professores, a sua duração disparou, calculando-se que, em média, este se situe acima das 46 horas semanais, bem acima das 35 fixadas em lei.

O despacho de OAL é uma boa oportunidade para se corrigir esta situação, mas assim não quis, até agora, o Ministério da Educação tendo apresentado um projecto para o próximo ano que, no essencial, mantém os problemas do que vigora. Problema principal é a não clarificação dos conteúdos das componentes lectiva e não lectiva de estabelecimento, sendo essa a causa de quase todos os abusos que são praticados nas escolas.

A FENPROF, contudo, não desiste de resolver este problema, um dos que leva os professores à greve em curso, sendo essa a razão por que requereu a negociação suplementar do projeto de despacho sobre OAL.

E é, precisamente, para provar que a situação de profundo desgaste que atinge os professores é insuportável e está a fazer mal aos profissionais e às escolas, que a FENPROF se associou à equipa de investigadores da Universidade Nova de Lisboa, coordenada por Raquel Varela, para realizar o maior estudo que já teve lugar no nosso país sobre este problema, para o qual diversos factores, como o desgaste ou o envelhecimento, contribuem.

Com uma amostra da ordem dos 20.000 professores, o estudo está em curso e a primeira divulgação de resultados vai ter lugar já na próxima sexta-feira, no âmbito de um Encontro Internacional promovido pela FENPROF, em Lisboa, no Fórum Lisboa. Para além da equipa de investigadores que efectua o estudo, estarão presentes Roberto Leher (Reitor da Universidade Federal do Rio de Janeiro), Duarte Rolo (da equipa de investigação de Cristophe Dejours) e o psiquiatra Coimbra de Matos. Raquel Varela participará na primeira sessão de trabalho e o Secretário-Geral da FENPROF encerrará o Encontro.

Está em... Home Última Hora Em mais uma semana de greve às avaliações