Debate: “Enquadramento Social e Político dos Aposentados”

Mais um momento importante de reflexão promovido pelo departamento de aposentados do SPRC. “Enquadramento Social e Político dos Aposentados” foi o tema da sessão promovida pelo Departamento de Aposentados, no passado dia 26 de Março, no Conservatório de Música de Coimbra que teve como orador o Dr. Manuel Villaverde Cabral, professor e investigador, actualmente Investigador Coordenador Jubilado do Instituto de Ciências Sociais e Director do Instituto do Envelhecimento da Universidade de Lisboa.

A sua exposição clara e interessante versou sobre um estudo que superintendeu “Envelhecimento Activo: Pragmática, ideologia e biopolítca -  “Processos de envelhecimento em Portugal”- usos do tempo, redes sociais e condições de vida dos Seniores portugueses (50 anos +).

Referimos alguns aspectos relevantes que apreendemos:

. Portugal encontra-se entre os 10 países mais envelhecidos do Mundo, com um índice de envelhecimento de 130 pessoas com 65 e mais anos para 100 até aos 15 anos atingindo as 300 em freguesias e concelhos do interior a par de um índice de fecundidade dos mais baixos 1.25;

. O envelhecimento activo é a capacidade de se avançar na idade com uma vida produtiva na sociedade e na economia.

A manutenção da actividade durante a reforma reforça as capacidades físicas, mentais, emocionais, preserva a saúde e aumenta as probabilidades de longevidade;

. O empobrecimento das relações sociais, a falta de apoios relacionais conduzem ao isolamento que se reflecte no estado de saúde física e mental e aumenta os riscos de mortalidade;

. A atitude perante o envelhecimento varia com o sexo, o nível de escolaridade, o estatuto sócio económico. Os homens e as pessoas com maior nível de escolaridade e estatuto sócio económico mais elevado aceitam o envelhecimento com maior optimismo;

. Os afectos e a prática da sexualidade influenciam positivamente o sentimento de felicidade na velhice. Mais de metade dos inquiridos dá importância à sexualidade embora diminua com o avançar da idade e tenha menor importância para as mulheres e para as pessoas de menor estatuto socioeconómico e menor escolaridade.

No final referiu a importância das pessoas se prepararem para a reforma podendo os sindicatos ter aí um papel importante e defendeu a criação de uma Secretaria de Estado da 3.º idade que coordenasse as políticas relativas a esta imensa camada social.

pdf Envelhecimento activo – apresentação

Está em... Home Sectores Aposentados Debate: “Enquadramento Social e Político dos Aposentados”